Escolha o Idioma

9/19/2014

O Comportamento do Dependente Químico. Aprenda a Reconhecer Sentimentos e Emoções

P
Paciência
Paciência é uma virtude de manter um controle emocional equilibrado, sem perder a calma, ao longo do tempo. Consiste basicamente de tolerância a erros ou fatos indesejados. É a capacidade de suportar incômodos e dificuldades de toda ordem, de qualquer hora ou em qualquer lugar. É a capacidade de persistir em uma atividade difícil, tendo ação tranquila e acreditando que irá conseguir o que quer, de ser perseverante, de esperar o momento certo para certas atitudes, de aguardar em paz a compreensão que ainda não se tenha obtido, capacidade de ouvir alguém, com calma, com atenção, sem ter pressa, capacidade de se libertar da ansiedade. A tolerância e a paciência são fontes de apoio seguro nos quais podemos confiar. Ser paciente é ser educado, ser humanizado e saber agir com calma e com tolerância. A paciência também é uma caridade quando praticada nos relacionamentos interpessoais.
Paixão
Sentimento muito forte em relação a uma pessoa, objeto ou tema. A paixão é uma emoção intensa convincente, um entusiasmo ou um desejo sobre qualquer coisa. O termo também é aplicado com frequência para determinar um vívido interesse ou admiração por um ideal, causa ou atividade. Em suma, é um sentimento de excitação incomum ou de forte emoção. A palavra paixão é utilizada principalmente no contexto de romance ou de desejo sexual, embora, em geral, implique em uma emoção mais profunda ou mais abrangente do que sugere o termo "luxúria".
Pânico
É um sentimento arrasador de medo e ansiedade. É um medo repentino e uma ansiedade sobre eventos antecipados. Na natureza, o "estado de pânico" é um sistema de defesa normal e útil que ativa todas as regiões do cérebro que estão relacionadas à atenção. É como se o animal entrasse em alerta máximo e num processo de fuga. Uma característica, por exemplo, é perder um pouco da sensibilidade nas extremidades do corpo para facilitar a fuga; ferimentos leves são ignorados enquanto um animal foge de seu predador. Porém, para o ser-humano, o pânico em situações que não expressam real perigo, pode ser uma doença que atrapalha o convívio social, chamada de síndrome do pânico relacionada a outros tipos de patologia psiquiátrica como crise de ansiedade, depressão, estresse e outros, muito comum na vida dos dependentes químicos.
Passividade
É acreditar que tudo o que está posto é como deveria ser e nada pode ser feito para alterar. Permitir que o tempo passe, sem participar como agente de construção. Ser passivo em relação a idade (tempo). Onde o tempo passa por nós, sem receber nossa marca.
Pavor
Excesso de medo ou temor.
Paz
É geralmente definida como um estado de calma ou tranquilidade, uma ausência de perturbações agitação. No plano pessoal, paz designa um estado de espírito isento de ira, desconfiança e de um modo geral todos os sentimentos negativos. Assim, ela é desejada por cada pessoa para si próprio e, eventualmente, para os outros, ao ponto de se ter tornado uma frequente saudação (que a paz esteja contigo) e um objetivo de vida.
Pedantismo
Pedantismo pode ser um indicativo do desenvolvimento de certas desordens mentais: o autismo de alto rendimento, frequentemente apresenta um comportamento caracterizado por um discurso pedante. Portadores da síndrome de Aspergir tendem a ser obcecados com minúcias sobre determinados assuntos e sentem-se dispostos a dar longas e detalhadas explicações sobre os mesmos, o que lhes beneficia caso possam seguir carreira em universidades e pesquisa científica, onde tal atenção obsessiva aos detalhes costuma ser recompensada. O transtorno obsessivo-compulsivo é também em parte caracterizado por uma forma de pedantismo que se preocupa fundamentalmente com a observância estrita de regras, procedimentos e práticas.
Perdão
O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência de castigo ou restituição. O perdão pode ser considerado simplesmente em termos dos sentimentos da pessoa que perdoa, ou em termos do relacionamento entre o que perdoa e a pessoa perdoada. É normalmente concedido sem qualquer expectativa de compensação, e pode ocorrer sem que o perdoado tome. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras.
Perseverança
Persistência, Firmeza, consistência, tenacidade, obstinação, pertinácia. Capacidade de aguentar ou manter-se firme em face de dificuldades. Se levantar do zero e persistir em algo ou alguém; em algum objetivo.
Perversidade
Particularidade ou característica daquilo ou de quem é perverso; em que há malvadeza; maldade. Ato ou comportamento perverso. Gênio ou caráter ruim; tendência para o mal. Facilmente corrompido; em que há corrupção; depravação.
Pessimismo
O pessimismo é um estado de espírito contrário ao otimismo, que se caracteriza por se ver as coisas sempre pelo lado negativo. É a disposição de espírito que leva o indivíduo a encarar tudo pelo lado negativo, a esperar de tudo o pior. No âmbito filosófico refere-se a um caráter das doutrinas metafísicas ou morais que afirmam a supremacia do mal sobre o bem e costumam levar à adoção de uma atitude geral de escapismo, imobilismo ou conformismo, quer seja o mal considerado a privação dos meios de conservação da vida (alimentação, abrigo, etc.), quer seja considerado a privação dos meios de expansão e desenvolvimento espiritual.
Piedade
Ter amor e respeito às coisas religiosas; devoção, religiosidade. Ter Compaixão pelos sofrimentos alheios; sentir pena, dó. Misericórdia. Ser afetivo com o próximo, principalmente com os genitores. Dó, pena, sentimento de solidariedade.
Pieguice
Ato exageradamente sentimental, beirando ao ridículo, absurdo e até mesmo inconveniente.
Preconceito
Preconceito é um "juízo" preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude “discriminatória" perante pessoas, lugares ou tradições considerados diferentes ou "estranhos". Costuma indicar desconhecimento pejorativo de alguém, ou de um grupo social, ao que lhe é diferente. As formas mais comuns de preconceito são: social, "racial" e "sexual". Geralmente a pessoa que tende a ter esse tipo de sentimento, não o faz apenas por um só tipo, ele engloba todos os preconceitos e alimenta todos eles. O assunto em questão diz mais sobre a pessoa preconceituosa do que aquele que está sofrendo com este, por causa das características identificadas.
Preguiça
A preguiça pode ser interpretada como aversão ao trabalho, bem como negligência, morosidade e lentidão. O preguiçoso, conforme o senso comum, é aquele indivíduo avesso a atividades que mobilizem esforço físico ou mental. De modo que lhe é conveniente direcionar a sua vida a fins que não envolvam maiores esforços. No caso do dependente químico, sua vida só tem sentido com a droga, pela droga e para a droga. Nada mais importa a não ser satisfazer a necessidade sempre maior de consumir.
Proatividade
A proatividade é o comportamento de antecipação e de responsabilização pelas próprias escolhas e ações frente às situações impostas pelo meio. Restringindo as escolhas apenas às opções reativas e proativas podemos impedir a liberdade de escolha e corremos o risco de prejudicar gravemente a inovação e a criatividade.
Prudência
Frequentemente é associada com a sabedoria, introspecção e conhecimento. Neste caso, a virtude é a capacidade de julgar entre ações maliciosas e virtuosas, não só num sentido geral, mas com referência a ações apropriadas num tempo dado e lugar. Embora a prudência não execute qualquer ação, e está preocupada unicamente com o conhecimento, todas virtudes têm que estar reguladas por ela. Distinguir quando atos são corajosos, ao contrário de descuidado ou covardemente, por exemplo, é um ato de prudência. Ela é classificada como um cardinal, quer dizer que uma virtude principal. Por outras palavras, prudência "dispõe a razão para discernir em todas as circunstâncias o verdadeiro bem e a escolher os justos meios para o atingir.
Pudor
Pudor é a tendência a proteger a intimidade do indivíduo de invasão e comprometimento. O direito penal brasileiro entende como violação do pudor público a manufatura, exposição ou distribuição pública de um objeto “obsceno”. A interpretação do que necessariamente é o “obsceno” é subjetiva. Enquanto nos Estados Unidos a nudez para fins de protesto foi reconhecida perante a corte, na Escandinávia a população age de forma permissiva em relação à nudez e genitais e mamilos não são considerados obscenos ou indecentes e em Barcelona a nudez pública era legalizada até 2011. O pudor como impedimento em tratar de assuntos relacionados ao sexo pode ser um fator de risco na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis como a AIDS; um inibidor da produção artística, como na literatura; e também uma barreira nas relações médico-paciente dentro da prática clínica.
R
Raiva
É um sentimento de protesto, insegurança, timidez ou frustração, contra alguém ou alguma coisa, que se exterioriza quando o ego se sente ferido ou ameaçado. A intensidade da raiva, ou a sua ausência, difere entre as pessoas. A raiva também pode ser um sentimento passageiro ou prolongado (rancor) e a expressão da irritabilidade e agressão humana. Outros nomes como fúria, ira, cólera, ódio, crueldade, etc. aplicam-se à distintas formas ou modulações desse sentimento. Na maioria dos casos um dependente químico experimenta com muita frequência todas as nuances desse sentimento.
Rancor
Mágoa profunda, ocasionada por uma ofensa recebida ou instigada por situações (anteriormente) vividas; grande ressentimento. Excesso de ódio guardado; ódio não demonstrado; raiva, ira.
Rebeldia
Ato de rebelar-se; não-conformidade, reação. Oposição, resistência. Birra, teimosia.
Rejeição
Rejeitar algo ou alguém. Desaceitação, recusa, desaprovação. Ignorar alguma coisa ou alguém por não aceitar algum fato/situação. Vem pela deficiência de amor, abuso de autoridade em diferentes áreas e maneiras. O mesmo que repulsão, não aceitação de algo ou alguém.
Remorso
É um sentimento experimentado por aqueles que acreditam que cometeram uma ação que infringe um código moral (pessoal ou não) que obedecem. O remorso é mais intenso que a tristeza e implica um estado de longo prazo. Ao mesmo tempo sugere um grau de resignação o que atribui ao remorso um certo grau de dignidade. Em termos de atitude o remorso pode ser entendido como algo entre a tristeza que envolve uma aceitação e a angústia e que envolveria uma não aceitação. Com o uso prolongado de drogas desaparecem a autoestima, os valores morais, éticos e sociais. Junto com eles vai-se embora qualquer tipo de remorso em relação ao uso da droga e dos danos causados a si e aos outros por causa dela.
Resignação
A aceitação não exige que a mudança seja possível ou mesmo concebível, nem necessita que a situação seja desejada ou aprovada por aqueles que a aceitam. De fato, a resignação é frequentemente aconselhada quando uma situação é tanto ruim quanto imutável, ou quando a mudança só é possível a um grande preço ou risco.
Resiliência
A resiliência é um conceito psicológico emprestado da física, definido como a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse etc. - sem entrar em surto psicológico. No entanto, a resiliência se trata de uma tomada de decisão quando alguém depara com um contexto entre a tensão do ambiente e a vontade de vencer. Essas decisões propiciam forças na pessoa para enfrentar a adversidade. Assim entendido, se pode considerar a resiliência como uma combinação de fatores que propiciam ao ser humano condições para enfrentar e superar problemas e adversidades.
Respeito
O respeito demonstra um sentimento positivo por uma pessoa ou por uma entidade (como uma nação, uma religião, etc.) e também ações específicas e condutas representativas daquela estima. Respeito também pode ser um sentimento específico de consideração pelas qualidades reais do respeitado. Pode também ser conduzido de acordo com uma moral específica de respeito. Ser rude é considerado uma falta de respeito (desrespeito) enquanto que ações que honram a alguém ou a alguma coisa são consideradas respeito. Morais especificas de respeito são de importância fundamental para muitas culturas. Isso evoca a ideia de julgar alguma coisa em relação ao que foi feito quando é valoroso ser reconhecido. Além, a noção de respeito implica que pode ser aplicado para uma pessoa que fez algo certo, mas também para qualquer coisa afirmada no passado como uma promessa, a lei, etc.
Responsabilidade
Dever de arcar com o próprio comportamento ou com as ações de ontem. Natureza ou condição do que é responsável. Obrigação jurídica concluída a partir do desrespeito de algum direito, no decurso de uma ação contrária ao ordenamento jurídico. Competência para se comportar de maneira sensata ou responsável. Responsabilidade é a obrigação a responder pelas próprias ações, e pressupõe que as mesmas se apoiam em razões ou motivos. O termo aparece em discussões sobre determinismo e livre-arbítrio, pois muitos defendem que se não há livre-arbítrio não pode haver responsabilidade individual pois as ações pelas quais o indivíduo seria responsabilizado não foram praticadas de livre e espontânea vontade.
Ressentimento
Ação ou efeito de ressentir; em que há mágoa, angústia ou rancor. Angústia ou mágoa ocasionada por uma ofensa, por uma desfeita, por um mal causado por uma outra pessoa.
Revolta
Ato ou efeito de revoltar-se, de provocar grande perturbação, de agitar; sedição, sublevação, motim, levante, rebelião. Rebeldia, insubmissão. Alvoroço, tumulto, desordem. Perturbação moral, indignação, repulsa, náusea.
S
Sabedoria
Excesso de conhecimento; erudição. Quantidade excessiva de conhecimento(s) que se acumula(m); ciência. Conhecimento adquirido a partir da experiência sobre (algo ou alguém). Em que há ou demonstra sensatez; com reflexão.
Sarcasmo
Significa zombaria, escárnio, motejo. É um tipo de ironia mais amarga e provocatória, transformando-se às vezes num insulto. A ironia é uma inversão do real significado de algo em determinado contexto, por exemplo, quando se diz o contrário do que se pensa. Apesar da função de criticar e censurar algo ou alguém, a ironia é uma reação mais moderada que o sarcasmo. Muitas vezes, um comentário sarcástico apresenta no seu conteúdo palavras cruéis que provocam uma reação ofensiva e mágoa em quem o recebe. Serve para menosprezar e desprezar uma determinada pessoa. Muitas vezes, o uso excessivo do sarcasmo indica uma pessoa arrogante.
Satisfação
Contentamento; prazer resultante da realização daquilo que se espera ou se deseja.
Sensatez
Que é equilibrado ou age com bom senso. Maneira ponderada de abordar um assunto vulnerável ou difícil. Comportamento da pessoa que é discreta; em que há discrição.
Serenidade
O termo é definido de várias maneiras: a calma, o sossego, a paz, e tranquilidade, a paz da mente, o equilíbrio emocional, o estado não perturbado, o domínio de si mesmo. Contudo, do ponto de vista prático, talvez a melhor definição seria "a capacidade de viver em paz com os problemas não resolvidos". Nem sempre concordamos, ou gostamos, do modo como as coisas acontecem ou são conduzidas a nossa volta, temos este direito. Temos o direito de escolher nossos gostos e opiniões, como todas as pessoas o tem; mas temos obrigação de respeitar quem é, sente e pensa diferente de nós e vice-versa. Queiramos ou não, precisamos encarar o mundo da realidade e aceitar a vida tal qual ela é, com todas as suas crueldades e inconsistências. Talvez, em última análise, o início da SABEDORIA esteja na simples admissão de que as coisas nem sempre são como queríamos que fossem. E que nós mesmos somos imperfeitos e não tão bondosos e trabalhadores quanto gostaríamos de ser.
Oração da Serenidade      
Concedei-nos Senhor a Serenidade necessária,  
para Aceitar as coisas que não podemos modificar;      
Coragem para modificar aquelas que podemos;
e Sabedoria para distinguir umas das outras.
Soberba
Sentimento caracterizado pela pretensão de superioridade sobre as demais pessoas, levando a manifestações ostensivas de arrogância, por vezes sem fundamento algum em fatos ou variáveis reais. As manifestações de soberba podem ser individuais ou grupais. Para a Igreja Católica, a soberba é um dos sete pecados capitais, sendo o mesmo pecado associado à orgulho excessivo, arrogância e vaidade.
Sofrimento
É qualquer experiência aversiva (não necessariamente indesejada) e sua emoção negativa correspondente. Ele é geralmente associado com dor e infelicidade, mas qualquer condição pode gerar sofrimento. Todo dependente químico sofre. Sofre por uma diversidade de fatores que negativamente afetam sua vida e a dos que estão ao seu redor, mas principalmente sofre porque está doente e sabe que esta doença não tem cura, é progressiva e fatal.
Solidão
É um sentimento no qual uma pessoa sente uma profunda sensação de vazio e isolamento. A solidão é mais do que o sentimento de querer uma companhia ou querer realizar alguma atividade com outra pessoa não por que simplesmente se isola mas por que os seus sentimentos precisam de algo novo que as transforme. O único companheiro do dependente é a droga. Com o tempo só ela resta, só ela permanece e só dela vive. É muita solidão!
Solidariedade
Solidariedade é um ato de bondade para com o próximo ou um sentimento, uma união de simpatias, interesses ou propósitos entre os membros de um grupo.
Subserviência
Ação de bajular ou de servir aos desejos de outrem por vontade própria.
T
Tédio
É um sentimento humano descrito como um estado de falta de estímulo, ou de ação ou estado repetitivo. Para as pessoas entediadas, o tempo parece passar mais lentamente do que quando elas estão entretidas. Tédio pode ser um sintoma de depressão. O tédio pode levar a atitudes impulsivas e às vezes mesmo excessivas, que não servem para nada e podem causar danos.
Teimosia
Ser teimoso é persistir no mesmo erro, em algo que não funciona, é manter a mesma estratégia, repetir os mesmos passos, existindo pouca abertura para a mudança ou para a verdadeira troca de ideias. É resistir à verdade, muitas vezes por orgulho, não querendo dar o braço a torcer, mesmo quando as evidências o demonstram. Está no comportamento do dependente que recusa aceitar sua dependência, que insiste em que não está doente, que não precisa de ajuda e menos ainda de largar a droga.
Temor
Receio, susto, medo, pavor, terror. Sentimento de respeito ou reverência.
Tolerância
É um termo que define o grau de aceitação diante de um elemento contrário a uma regra moral, cultural, civil ou física. Do ponto de vista da sociedade, a tolerância é a capacidade de uma pessoa ou grupo social de aceitar outra pessoa ou grupo social, que tem uma atitude diferente das que são a norma no seu próprio grupo. Tolerância farmacológica ou medicamentosa: diminuição da responsividade a um fármaco, ou seja, a diminuição do efeito farmacológico com a administração repetida da substância.
Tranquilidade
Em que reina a calma, a ordem, o equilíbrio; Sem agitação, preocupação ou inquietação; calmo, quieto.
Tristeza
É um estado afetivo duradouro caracterizado por um sentimento de insatisfação e acompanhado de uma desvalorização da existência e do real. A tristeza é uma das "seis emoções básicas" junto com felicidade, raiva, surpresa, medo e nojo. A tristeza é uma experiência comum na adolescência e reconhecer tais emoções pode tornar mais fácil para as famílias enfrentar problemas emocionais mais graves.
V
Vaidade
É o desejo de atrair a admiração das outras pessoas. Uma pessoa vaidosa cria uma imagem pessoal normalmente falsa, para transmitir aos outros, com o objetivo de ser admirada e invejada. É assim que equivocadamente o dependente lida com sua autoestima, sua dor e sua solidão.
Vergonha
Vergonha é uma condição psicológica e uma forma de controle religioso, político, judicial e social, consistindo de ideias, estados emocionais, estados fisiológicos e um conjunto de comportamentos, induzidos pelo conhecimento ou consciência de desonra, desgraça ou condenação.
Vingança
Consiste na retaliação contra uma pessoa ou grupo em resposta a algo que foi percebido ou sentido como prejudicial. Embora muitos aspectos da vingança possam lembrar o conceito de igualar as coisas, na verdade a vingança em geral tem um objetivo mais destrutivo do que construtivo. Quem busca vingança deseja forçar o outro lado a passar pelo que passou e/ou garantir que não seja capaz de repetir a ação nunca mais.
Vítima
Vencido, dominado. No sentido original, vítima era a pessoa ou animal sacrificado aos deuses no paganismo. Atualmente, a palavra vítima se estende por vários sentidos. No sentido geral, vítima é a pessoa que sofre os resultados infelizes dos próprios atos, dos de outrem ou do acaso.
Volúpia
Significa um grande prazer dos sentidos ou grande prazer sexual. Frequentemente a palavra volúpia está relacionada com uma vertente sensual, deleite carnal ou com a lascívia. Apesar disso, volúpia também pode indicar prazer moral ou contentamento espiritual.
Vontade
É a capacidade por meio da qual tomamos posição frente ao que nos aparece. Diante de um fato, podemos desejá-lo ou rejeitá-lo. Ante um pensamento, podemos afirmá-lo, negá-lo ou suspender o juízo. Agostinho e Descartes também concordam em afirmar que o fato de termos vontade não só nos torna responsáveis por nossos atos e decisões.
Vulnerabilidade
Pode ser entendida como a condição de risco em que uma pessoa se encontra. Um conjunto de situações mais ou menos problemáticas, que situam a pessoa numa condição carente, necessitada, impossibilitada de responder com seus próprios recursos a dada demanda que vive e a afeta.
 

9/16/2014

O Comportamento do Dependente Químico. Aprenda a Reconhecer Sentimentos e Emoções

I
Ilusão
A ilusão é uma confusão dos sentidos que provoca uma distorção da percepção. A ilusão pode ser causada por razões naturais (mudança de ambiente, deformação do ambiente, mudança de clima, etc.) ou artificiais (camuflagem, mimetismo, efeitos sonoros, ilusionismo, entre outros). Todos os sentidos podem ser confundidos por ilusões, mas as visuais são mais conhecidas. Uma vez que a percepção é baseada na interpretação dos sentidos, as pessoas podem experimentar ilusões de formas diferentes.
Incompreensão
Toda discordância desnecessária, e atitudes impensadas, são frutos da incompreensão, sobre o que ouvimos e o que pensamos.
Inconsequência
Ação de concluir sem que haja interferência de um raciocínio lógico; particularidade do que é apresentado como resultado de uma outra coisa da qual não pertence. Que não possui lógica; sem nexo; cujo pensamento, comportamento e/ou discurso não são coerentes; incoerência. Desprovido de reflexão; que não possui nem demonstra responsabilidade; irresponsabilidade.
Inconstância
Particularidade ou condição do que ou da pessoa que é inconstante; desprovido de constância. Ausência de perseverança; sem firmeza. Que tende a mudar de ideia com facilidade; cujas atitudes, opiniões e/ou pontos de vista se alteram facilmente; instabilidade. Que não possui nem demonstra lealdade; infidelidade.
Incredulidade
Descrença, dúvida, ceticismo.
Indecisão
Cada escolha comporta uma renúncia e para postergar essa sensação de perda é que há uma tendência para adiar a decisão. A indecisão é o contrário da arrogância de quem acredita que tem tudo sob controle. A indecisão frequentemente faz-se acompanhar por insegurança, baixa autoestima e medo do julgamento dos outros. Nas relações de amizade ao decidirmos impulsivamente perde-se a possibilidade de explorar a dúvida e dividi-la com outros.
Indiferença
Característica de alguém que se mantém de maneira tranquila, não demonstrando preocupações, se comportando de forma indiferente face a algo ou a alguém. Ausência de interesse, falta de consideração. Sentimento de apatia ou incapacidade para responder quaisquer atividades estimulantes. Condição de alguém que não se deixa influenciar pelos sentimentos ou responde aos mesmos.
Inércia
Sem ação nem atividade. Ausência de reação; falta de mobilidade; estagnação.
Inferioridade
Um complexo de inferioridade nos campos da psicologia e da psicanálise é um sentimento de que se é inferior a outrem, de alguma forma. Tal sentimento pode emergir de uma inferioridade imaginada por parte da pessoa afligida. É frequentemente inconsciente, e pensa-se que leva os indivíduos atingidos à super compensação, o que resulta em realizações espetaculares, comportamento antissocial, ou ambos. Diferentemente de um sentimento normal de inferioridade, que pode atuar como um incentivo para o progresso pessoal, um complexo de inferioridade é um estágio avançado de desalento, frequentemente resultando numa fuga das dificuldades.
Inquietação
Estado daquilo que está inquieto; que foi alvo de agitação; agitado. Condição da pessoa inquieta; estado de quem demonstra falta de sossego; que não consegue repousar; sem tranquilidade; nervosismo. Ação de se preocupar com o que, normalmente, se encontra acima de seu entendimento; falta de satisfação intelectual.
Insatisfação
Falta de satisfação, de contentamento; desagrado, desprazimento.
Insegurança
Insegurança é um sentimento de mal-estar geral ou nervosismo que pode ser desencadeado pela percepção de si mesmo ser vulnerável de alguma forma, ou um senso de vulnerabilidade ou instabilidade que ameaça a própria autoimagem ou ego. Uma pessoa que é insegura não tem confiança em seu próprio valor e em uma ou mais de suas capacidades, não tem confiança em si mesma ou em outros, ou teme que um estado positivo presente seja temporário e irá decepcioná-la e causar-lhe perdas ou sofrimento por "dar errado" no futuro. Insegurança pode ajudar a causar timidez, paranoia e retraimento social, ou alternativamente pode encorajar comportamentos compensatórios tais como arrogância, agressão ou bullying em alguns casos.
Insensibilidade
A nossa vida de seres humanos “saudáveis” baseia-se num conjunto de emoções e sentimentos que experimentamos todos os dias, desde que nos levantamos da cama até à hora de irmos dormir. Mas até durante a noite vivenciamos emoções e sentimentos que normalmente se mostraram mais importantes ou preocupantes durante o dia – os sonhos. A apatia e a insensibilidade são a total ausência desses sentimentos, esses mesmos que nos parecem, à primeira vista, tão fundamentais para a nossa saúde tanto física como mental e que os damos, muitas vezes, como certos e adquiridos.
Instabilidade
O Transtorno de Personalidade Emocionalmente Instável (ou Transtorno de Personalidade com Instabilidade Emocional) é um diagnóstico psiquiátrico equivalente ao Transtorno de Personalidade Borderline pertencente ao manual de classificação CID-10 (da Organização Mundial da Saúde). É caracterizado pela tendência a agir de modo imprevisível e impulsivo, sem consideração pela consequência; humor imprevisível e instável; tendência a acesso de cólera e incapacidade de controlar o comportamento impulsivo; tendência a adotar comportamento explosivo e a entrar em conflito com os outros, particularmente quando os atos impulsivos são contrariados ou censurados.
Inveja
A inveja é o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue. Uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prioriza o status de outra pessoa no lugar do seu próprio crescimento. O invejoso ignora tudo que possui para cobiçar o que é do próximo. A inveja é frequentemente confundida com a avareza. É também um sentimento de tristeza perante o que o outro tem e a própria pessoa não tem. Este sentimento gera o desejo de ter exatamente o que a outra pessoa tem. Ao ter prejudicado seu desempenho em quase todas as situações de sua vida, o dependente não consegue realizar sonhos, crescer no trabalho, manter um relacionamento afetivo duradouro, etc. Assim, muitas vezes passa a invejar nos outros aquilo que não consegue para si.
Ira
É um intenso sentimento de raiva, ódio ou rancor, um conjunto de fortes emoções e vontade de agressão geralmente derivada de causas acumuladas ou traumas. Pode ser vista como uma cólera e um sentimento de vingança, ou seja, uma vontade frequentemente tida como incontrolável dirigida a uma ou mais pessoas por qualquer tipo de ofensa ou insulto. Ira é um sentimento mental e emotivo de conflito com o mundo externo ou consigo mesmo. Quando surge a ira, as emoções dela decorrentes fazem perder a racionalidade, obscurecendo o juízo normal. Por ter componentes irracionais, a ira não deve ser confundida com o ódio, que pode atingir seus objetivos destrutivos somente pela racionalidade. A ira é uma explosão forte de um sentimento ruim, proveniente de uma contrariedade, de uma desilusão, de um acontecimento inesperado e ruim, de uma inconformidade ou de uma culpa. A ira é um sentimento rápido e breve, enquanto o ódio pode durar até uma vida inteira. Apesar disso, num ataque de ira, pode-se cometer erros até mais graves que as vinganças movidas pelo ódio, tamanho seu poder de estimular os ímpetos maléficos de uma pessoa. Pergunte a qualquer dependente e se surpreenderá com o fato de que a grande maioria sente ira com muita frequência.
Irritação
A irritação e o mau-humor são sintomas de uma manifestação maior. Eles são seus aliados e chegam para avisar quando algo não está funcionando bem. É como a febre, que indica que o corpo luta contra uma provável infecção. É fundamental que, frente a uma irritação constante, a pessoa pare e faça uma análise corajosa sobre sua história. Algo não está caminhando em uma direção satisfatória, esteja certo.
Isolamento
O isolamento social é um comportamento no qual o indivíduo deixa de participar - voluntariamente ou não - de atividades sociais em grupo como trabalho e entretenimento. É um fenômeno geralmente observado na população idosa, sem-teto ou grupos com pouca mobilidade entretanto não é limitado a estes podendo ser observado em outras faixas etárias, grupos sociais e em grandes cidades, onde o contato social teoricamente é maior. Fatores como doenças físicas, eremitismo e doenças psicológicas podem influenciar o surgimento do isolamento social. Falta de contato interação sustentada com indivíduos ou instituições que representam a sociedade predominante.
J
Justiça
A Justiça pode ser definida como virtude que consiste em dar a cada um, em conformidade com o direito, o que por direito lhe pertence. Do ponto de vista filosófico, o sentimento de Justiça é intrínseco à consciência humana, isto é, no homem normal dotado de discernimento do bem e do mal, do certo e do errado, do que é justo e injusto. A quebra desses princípios, norteadores da vida humana, provocam o desequilíbrio, a discórdia, o conflito, a ausência da paz social, trazendo como consequência, a indignação, o inconformismo, a busca da restauração.
L
Lascívia
Significa sensualidade, libidinagem, luxúria. É uma características de quem tem despudor, quem tem modos libertinos, libidinosos, quem tem propensão para a sensualidade. Lascívia está relacionada com volúpia, que significa o grande prazer dos sentidos.
Libertinagem
Muitas pessoas consideram a libertinagem o oposto da liberdade. Alguém que exerce libertinagem é alguém devasso, dissoluto, licencioso (que abusa da liberdade), ímpio, insubordinado e que não é submisso. Um dos casos mais comuns de libertinagem é quando uma pessoa se entrega inconsideradamente aos prazeres sexuais. A libertinagem é um mau uso da liberdade de um indivíduo, é a extrapolação da liberdade, e quando isso acontece, os limites são ultrapassados e a integridade física, emocional ou psicológica de outra pessoa é posta em causa. A libertinagem leva a uma falta de respeito pelo próximo, e indica falta de dignidade e bom caráter.
Loucura
A loucura ou insânia é segundo a psicologia uma condição da mente humana caracterizada por pensamentos considerados anormais pela sociedade. É resultado de doença mental, quando não é classificada como a própria doença.
Luxúria
Uma característica presente na personalidade de praticamente todos aqueles que dependem do uso de quaisquer tipos de drogas, a luxúria é o desejo passional e egoísta por todo o prazer corporal e material. A luxúria, às vezes, é definida como o desejo perante o prazer sexual mal administrado embora incorpore outros tipos de desejo como o da comida, bebida e superioridade em relação aos demais. Por este entender, a luxúria está bastante relacionada com a gula, a soberba e a avareza pois, por meio destas o dependente busca a qualquer custo o prazer. É o que a droga faz com a maioria dos usuários.
M
Mágoa
Representa um sentimento de desgosto, pesar, sensação de amargura, tristeza, ressentimento. É um descontentamento que, embora frequentemente brando, pode deixar resquícios que podem durar um bom tempo. Por vezes é possível percebê-lo no semblante, nas palavras e nos gestos de uma pessoa. A mágoa por tudo e por todos acompanha como uma sombra o dependente de qualquer droga.
Má-intenção
Que possui péssimas intenções; que se comporta com o propósito de prejudicar (alguém); de má índole; maldoso.
Maldade
Atitude fora da ética padrão de determinada sociedade quando envolve danos à outros.
Masoquismo
Masoquismo é uma tendência ou prática parafílica, pela qual uma pessoa busca prazer ao sentir dor ou imaginar que a sente. Em um sentido extenso pode-se considerar como masoquismo também a forma de prazer com a humilhação verbal. O masoquismo é uma tendência oposta e complementar ao sadismo. Uma relação onde as duas tendências se complementam é denominada sadomasoquista. A denominação masoquismo define o prazer sexual relacionado com o desejo de sentir dor no corpo, seja mediante a humilhação e dominação.
Mau-humor
O mau humor é um dos principais indicadores da distimia, uma forma leve de depressão prevalente em 5% da população mundial. Sem tratamento, ela evolui para depressão crônica em 80% dos casos, o que pode implicar no uso contínuo de medicamentos. O problema é que muitos ignoram a doença acreditando estar apenas com mau humor. A distimia não “derruba” como a depressão nos níveis mais avançados. Ela é sutil. Aparece como um mau humor sem causa aparente, mas que facilmente encontra algum bode expiatório em meio à correria cotidiana. A pessoa consegue trabalhar, mas é menos produtiva, consegue cumprir suas tarefas diárias, mas nunca está 100%.
Medo
O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo. É também uma reação obtida a partir do contato com algum estímulo físico ou mental (interpretação, imaginação, crença) que gera uma resposta de alerta no organismo. Sendo ilícito, o uso de drogas faz com que o dependente viva com medo. É um sentimento que só diminui ou até desaparece durante os momentos em que está sob o efeito da droga.
Melancolia
É um estado psíquico de depressão com ou sem causa específica. Caracteriza-se pela falta de entusiasmo e predisposição para atividades em geral. Na prática médica a conceituação exata da melancolia é de extremo valor no diagnóstico dos distúrbios mentais. No caso da dependência química é um sinal muito importante da presença das drogas na vida do indivíduo.
Mentira
É o nome dado às afirmações ou negações falsas ditas por alguém que sabe (ou suspeita) de tal falsidade, e na maioria das vezes espera que seus ouvintes acreditem nos dizeres. Mentir é contra os padrões morais de muitas pessoas e é tido como um "pecado" em muitas religiões.
N
Negativismo
Em linhas gerais, negativismo é a oposição ativa ou passiva às solicitações externas. Na passiva a pessoa simplesmente deixa de fazer o que se pede sendo característico o mutismo e a sitio fobia (medo de se comprometer, de ser internado, de ser envenenado). Na ativa, a pessoa faz tudo ao contrário do que se pediu. O negativismo verbal pode se apresentar na forma das para respostas (ou seja, o paciente entende a pergunta do entrevistador, porém não responde algo compatível com a pergunta, e sim algo "ao lado", ou próximo). O negativismo faz parte da série catatônica e representa ação imotivada e não deliberada.
Negligência
Negligência designa falta de cuidado ou de aplicação numa determinada situação, tarefa ou ocorrência. É frequentemente utilizado como sinônimo dos termos "descuido", "incúria", "desleixo", "desmazelo" ou "preguiça". É uma forma de conduta humana que se caracteriza pela realização do tipo descrito em uma lei penal, através da lesão a um dever de cuidado, objetivamente necessário para proteger o bem jurídico e onde a culpabilidade do agente se assenta no fato de não haver ele evitado a realização do tipo, apesar de capaz e em condições de fazê-lo.
Nostalgia
Nostalgia é um termo que descreve uma sensação de saudade idealizada, e às vezes irreal, por momentos vividos no passado associada com um desejo sentimental de regresso impulsionado por lembranças de momentos felizes e antigas relações sociais. A nostalgia já foi considerada uma condição médica no início da Era Moderna por ser associada com a melancolia. A nostalgia é diferente da saudade, pois a última é direcionada a um alvo ou momento especifico e até pode ser superada pela presença ou repetição, já a nostalgia não pode ser superada no campo físico pois diz respeito somente a uma visão idealizada de passado que cada um possui.
O
Obcecação
Teimosia, cegueira de espírito. Ideia fixa, persistência em erro.
Obstinação
Afeição excessiva às próprias convicções, ideias, pensamentos etc. Grande persistência para resolver algo ou alcançar algum objetivo. Ação que expressa essa persistência. Ação de se prender com empenho a alguma coisa; teimosia.
Ócio
O não fazer nada. Tempo de que se pode dispor; descanso, repouso; vagar. Preguiça, vadiagem.
Ódio
É um sentimento intenso de raiva e aversão. Traduz-se na forma de antipatia, desgosto, rancor, inimizade ou repulsa contra uma pessoa ou algo, assim como o desejo de evitar, limitar ou destruir o seu objetivo. O ódio pode se basear no medo a seu objetivo, seja justificado ou não. O ódio é descrito com frequência como o contrário do amor, ou a amizade. Os usuários de drogas convivem com esse sentimento de forma frequente a tal ponto de achar que ele é normal e faz parte das formas que encontra para se defender ou se esconder.
Orgulho
É um sentimento de satisfação pela capacidade ou realização ou um sentimento elevado de dignidade pessoal. Em português a palavra orgulho pode ser vista tanto como uma atitude positiva como negativa dependendo das circunstâncias. Assim, o termo "pode" ser empregado tanto como sinônimo de soberba e arrogância quanto para indicar dignidade ou brio. Não há autoestima na personalidade do dependente. Assim, resta-lhe crer que pela soberba ou pela arrogância ou um orgulho absolutamente equivocado de si mesmo consiga se impor perante a sociedade.
Ostentação
Ostentação é o ato ou efeito de ostentar, quer dizer “apresentar” ou “mostrar” num sentido exibicionista, estando ligado ao orgulho, à presunção ou simplesmente à vaidade. É o ato de alguém que exibe as suas riquezas ou as suas próprias qualidades, sublinhando a importância de algo que tem, que fez ou que é. Uma pessoa que recorre à ostentação é muitas vezes conhecida como afetada ou fútil.
Otimismo

Otimismo é a disposição para encarar as coisas pelo seu lado positivo e esperar sempre por um desfecho favorável, mesmo em situações muito difíceis. É o oposto de pessimismo. A oposição entre otimismo e pessimismo é seguidamente evocada pelo "dilema do copo": se ele é preenchido com água até a metade de sua capacidade, espera-se que um otimista diga que ele está "meio cheio" e que um pessimista reconheça um copo "meio vazio".

O Comportamento do Dependente Químico. Aprenda a Reconhecer Sentimentos e Emoções

H
Harmonia
A harmonia é um conceito clássico que se relaciona às ideias de beleza, proporção e ordem. Harmonia não é simplesmente uma palavra solta. Harmonia é o resultado da plena união e relação das realidades que constituem a verdade. Harmonia é o resultado natural da verdade.
Hipocrisia
É o ato de fingir ter crenças, virtudes, ideias e sentimentos que a pessoa na verdade não possui. Designa moralmente pessoas que representam, que fingem comportamentos. Um exemplo clássico de ato hipócrita é denunciar alguém por realizar alguma ação enquanto realiza a mesma ação.
Histeria
Segundo a psicanálise é uma neurose complexa caracterizada pela instabilidade emocional. Os conflitos interiores manifestam-se em sintomas físicos, como por exemplo, paralisia, cegueira, surdez, etc. Pessoas histéricas frequentemente perdem o autocontrole devido a um pânico extremo. Aos poucos foi-se observando que a histeria não era um distúrbio que acometia exclusivamente as mulheres, mas nelas predominava. Teorizou-se, então, outra segmentação da estrutura neurótica: estava-se diante dos obsessivos que, com sintomas diferentes, também apresentavam grande sofrimento psíquico. Esta sintomatologia, embora predominantemente masculina, não pode ser tratada como exclusiva dos homens. Outra vez, as drogas facilitam o aparecimento de distúrbios psiquiátricos, estruturas neuróticas, obsessivas e, dessa forma, possibilitam o surgimento de um quadro histérico.
Honestidade
Honestidade é a palavra que indica a qualidade de ser verdadeiro: não mentir, não fraudar, não enganar. A honestidade pode ser uma característica de uma pessoa ou instituição, significa falar a verdade, não omitir, não dissimular. O indivíduo que é honesto repudia a malandragem a esperteza de querer levar vantagem em tudo. Honestidade, de maneira explícita, é a obediência incondicional às regras morais existentes. Existem alguns procedimentos para alguns tipos de ações, que servem como guia, como referência para as decisões. Exercer a honestidade em caráter amplo, é muito difícil, porque existe as convenções sociais que nem sempre espelham a realidade, mas como estão formalizadas e enraizadas são tidas como certas.
Honra
É a avaliação do procedimento de uma pessoa e estado social baseado nas adoções daquele indivíduo e ações. Honrado é julgamento que determina o caráter de uma pessoa exatamente: se ou não a pessoa reflete honestidade, respeito, integridade ou justiça. O conceito de honra pode ser visto como nativista - a verdadeira honra seria inerente à condição humana - e igualmente deriva dos laços pessoais formativos que estabelecem a dignidade pessoal e caráter. Nobreza de alma, magnanimidade, e um desprezo a maldade. Esse tipo de honra decorre da percepção da conduta virtuosa e integridade pessoal da pessoa dotada com ele.
Hostilidade
É um tipo de agressão emocional e geralmente impulsiva. É um comportamento que visa a causar danos ao outro, independentemente de qualquer vantagem que se possa obter. O termo raiva pode designar esse sentimento em oposição à agressão premeditada. A agressão sem motivo algum denomina-se agressão gratuita e é conhecida legalmente como constrangimento ilegal. Hostilidade e comportamento antissocial são talvez duas das características mais comuns em dependentes químicos, independentemente da droga de abuso.
Humanidade
A natureza humana é um conjunto de características descritas pela filosofia, incluindo formas de agir e pensar, que todos os seres humanos têm em comum. De acordo com o conceito aceito pela ciência moderna, natureza humana é a parte do comportamento humano que se acredita que seja normal e/ou invariável através de longos períodos de tempo e de contextos culturais dos mais variados.
Humildade
É a virtude que consiste em conhecer as suas próprias limitações e fraquezas e agir de acordo com essa consciência. Refere-se à qualidade daqueles que não tentam se projetar sobre as outras pessoas, nem mostrar ser superior a elas. A Humildade é considerada pela maioria das pessoas como a virtude que dá o sentimento exato do nosso bom senso ao nos avaliarmos em relação às outras pessoas. Características como cordialidade, respeito, simplicidade e honestidade, embora sejam frequentemente associadas à humildade, são independentes. Portanto, quem as possui não precisa necessariamente ser humilde.
Humilhação

Humilhação é literalmente o ato de ser tornado humilde, ou diminuído de posição ou prestígio. Todavia, o termo tem muito mais em comum com a emoção da vergonha. A humilhação não é geralmente uma experiência agradável, visto que diminui o ego. Auto humilhação: A humilhação não precisa envolver outra pessoa; ela pode ser um reconhecimento da própria posição de alguém, e pode ser um modo de lançar fora o falso orgulho. Os ascetas têm usado uma variedade de técnicas para se auto humilhar, incluindo a mortificação da carne.

O Comportamento do Dependente Químico. Aprenda a Reconhecer Sentimentos e Emoções

G
Ganância
A Ganância é um sentimento humano que se caracteriza pela vontade de possuir para si próprio tudo o que admira. É a vontade exagerada de possuir qualquer coisa. É um desejo excessivo direcionado principalmente à riqueza material. Com relação à dependência química não há uma relação direta mas a incapacidade de conseguir o que almeja pode levar, pela ganância, à frustração, à raiva, à depressão, etc.
Gratidão
A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc. Em um sentido mais amplo, pode ser explicada também como reconhecimento abrangente pelas situações e dádivas que a vida lhe proporcionou e ainda proporciona. A gratidão é uma emoção, que envolve um sentimento de dívida emotiva em direção de outra pessoa; frequentemente acompanhado por um desejo de agradecê-lo, ou reciprocar para um favor que fizeram por você. Num contexto religioso, gratidão também pode referir-se a um sentimento de dívida em direção de uma divindade, e.g. a expressão de gratidão a Deus é um tema central do cristianismo. Pesquisas também sugerem que sentimentos de gratidão podem ser benéficos ao bem estar emocional subjetivo. Nas pessoas que são agradecidas em geral, os acontecimentos de vida têm influência pequena na gratidão experimentada.
Gula

É o desejo, a necessidade insaciável de comida e bebida. O guloso é aquele que exagera ao alimentar-se, excedendo aquilo que seria saudável. Come demais, bebe em demasia, não tem limites. Culmina por destruir a própria saúde. À propósito da gula, é necessário ver quais os mecanismos que fazem com que uma pessoa coma sem parar. São muitos os motivos, mas talvez o principal seja a ansiedade. Outra consequência indireta das drogas que, por provocar altos níveis de ansiedade podem disparar este desvio psicológico.

O Comportamento do Dependente Químico. Aprenda a Reconhecer Sentimentos e Emoções

F
Falsidade
Característica do que não é verdadeiro. A mentira, o engodo, o engano, a falsa aparência, a esnobação e a desfaçatez são gêneros de primeira necessidade nos relacionamentos entre as pessoas. O orgulho e a busca de reconhecimento trazem consigo a necessidade quase inadiável de aparentar algo que não se é. A falsidade traz à pessoa certos proveitos, como, por exemplo, omitir sua condição, mostrar-se de maneira diferente para levar vantagens, obter lucros, ascensão social, desmoralizar outras pessoas, entre outros. Essa parece ser a ética do mundo.
Fanatismo
De um modo geral, o fanático tem uma visão-de-mundo maniqueísta, cultivando a dicotomia bem/mal, onde o mal reside naquilo e naqueles que contrariam seu modo de pensar, levando-o a adotar condutas irracionais e agressivas que podem, inclusive, chegar a extremos perigosos, como o recurso à violência para impor seu ponto de vista. Embora não se relacione diretamente às drogas, pode aparecer como problema causado pelos distúrbios psicológicos decorrentes do uso prolongado de substâncias químicas.
Fascínio
Grande atração; deslumbramento. Aptidão para atrair. Sentimento ou sensação de profundo encanto.
É a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta ideia ou fonte de transmissão. A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê. A fé acompanha absoluta abstinência à dúvida pelo antagonismo inerente à natureza destes fenômenos psicológicos e lógica conceitual. Ou seja, é impossível duvidar e ter fé ao mesmo tempo. É geralmente associada a experiências pessoais e herança cultural podendo ser compartilhada com outros através de relatos, principalmente (mas não exclusivamente) no contexto religioso, e usada frequentemente como justificativa para a própria crença em que se tem fé, o que caracteriza raciocínio circular. A fé se manifesta de várias maneiras e pode estar vinculada a questões emocionais e a motivos considerados moralmente nobres ou estritamente pessoais e egoístas. Pode estar direcionada a alguma razão específica (que a justifique) ou mesmo existir sem razão definida. E, como mencionado anteriormente, não carece de qualquer tipo de argumento racional.
Felicidade
A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude são transformados em emoções ou sentimentos que vão desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem o significado de bem-estar espiritual ou paz interior.
Fidelidade
Atitude de quem tem compromisso com aquilo que assume. É uma característica daquele que é leal, que é confiável, honesto e verdadeiro. Ter fidelidade é uma expressão usada para nominar aquilo que tem constância. É também uma observância rigorosa da verdade, ou seja, da exatidão na reprodução de um texto, de uma entrevista ou de uma narração.
Fingimento
Simulação, hipocrisia, dissimulação. Artifício, simulacro, ficção. Agir de forma não verdadeira para conseguir seus objetivos.
Fracasso
Em geral, refere-se ao estado ou condição de não atingir um objetivo desejado ou pretendido. Pode ser visto como o oposto de sucesso. Os critérios para o fracasso dependem pesadamente do contexto de uso, e podem ser relativos a um observador particular ou sistema de crenças. Uma situação considerada como um fracasso por alguém pode ser considerado por outrem um sucesso. Pode também ser difícil ou impossível definir se uma situação preenche os critérios de fracasso ou sucesso devido a definições ambíguas ou mal formuladas destes critérios. Descobrir critérios úteis e efetivos, ou heurísticos, para julgar o sucesso ou o fracasso de uma situação pode ser uma tarefa significativa por si só.
Fraqueza
Desprovido de vigor físico; que não possui robustez; fragilidade. Que está abatido; que apresenta desânimo. Sem rigidez de caráter. Que não é capaz de se defender; que é vulnerável; vulnerabilidade. Defeito ou vício: o álcool é sua fraqueza.
Frieza
Frieza designa pessoas que estão cientes de algo mas estão (ou fingem estar) despreocupados para com o ocorrido. Caracteriza-se pela falta de emoção, especialmente afeto e simpatia. Casos como estes são mais frequentes em assassinos e psicopatas. Quando a pessoa decide guardar para si própria o sentimento real do acontecido, todo o sistema nervoso fica interligado aos sentimentos, proibindo que a pessoa chore e muitas vezes que fale a verdade. Em psicopatas, a frieza muitas vezes é transparente, o indivíduo fica ciente do acontecido, não expressa seu sentimento e muitas vezes diz a verdade.
Frivolidade
Aquilo que não tem valor; característica daquele que critica ou avalia as coisas com rapidez ou precipitadamente; irreflexão, imprudência ou insensatez; que é supérfluo; trivialidade ou banalidade; designação de coisa sem relevância ou pertinência alguma.
Frustração
É uma emoção que ocorre nas situações onde algo obstrui o alcance de um almejo pessoal. Quanto mais importante for o objetivo, maior será a frustração. As fontes da frustração podem ser internas ou externas. As fontes internas da frustração envolvem deficiências pessoais como falta de confiança ou medo de situações sociais que impedem uma pessoa de alcançar uma meta; causas externas da frustração, por outro lado, envolvem condições fora do controle da pessoa, tal como falta de dinheiro, por exemplo. A incapacidade de alcançar objetivos de vida é sem dúvida uma das principais causas de frustração entre os dependentes químicos. Recaídas frequentes também provocam a frustração quando o indivíduo se depara com a dificuldade de deixar a droga.
Fuga

Comportamento de fuga ou reação de fuga é uma possível reação em resposta a estímulos indicadores de perigo, que dá origem ao movimento de fuga de um animal. Nos casos de reações reflexas, o comportamento de fuga pode também ser chamado reflexo de fuga. Fuga dissociativa ou Fuga psicogênica é um transtorno raro em que uma pessoa perde a memória e se desloca grandes distâncias, para locais desconhecidos, ficando confusa quanto a própria identidade. Podem criar outra identidade durante essa confusão. No CID-10 é classificado como transtorno neurótico causado por estresse grave, mais especificamente como um transtorno dissociativo similar a amnésia dissociativa, por se tratar de um distúrbio das funções normalmente integradas de consciência, memória, identidade e percepção do ambiente. A fuga dissociativa tem sido associada a um estado de estresse grave, que pode ser o resultado de eventos traumáticos como abusos, guerras, acidentes, catástrofes ou violência extrema que a pessoa tenha experimentado ou testemunhado. O uso ou abuso de álcool e certas drogas também pode causar estados de fuga e perda de memória similares. A fuga geográfica é muito comum na dependência química, onde o viciado acredita que mudando de lugar tornará mais fácil manter o uso de drogas, por não ser conhecido e supostamente, passar desapercebido por mais tempo.